Publicidade


Aprovada a Lei de Diretrizes Orçamentárias na CMM



LDO corresponde ao exercício de 2015 foi aprovada com emendas

Na última sessão antes do recesso legislativo do mês de julho, a Câmara Municipal de Mossoró votou e aprovou na manhã desta quarta-feira a Lei de Diretrizes Orçamentárias. A LDO corresponde ao exercício 2015 e depois de discutida e emendada, recebeu parecer favorável da Comissão de Orçamento e Finanças, seguindo de imediato para discussão e votação em plenário.
A LDO, entre os vereadores presentes a sessão, em primeira votação, recebeu 16 votos favoráveis e apenas uma abstenção, do vereador Alex Moacir, que pretendia a leitura individual de cada emenda apresentada, aprovada ou rejeitada. Com a votação em bloco, o edil preferiu se abster. Ao todo foram acatadas seis emendas ao projeto original do Executivo, de número 11.043/2014.  Em segunda votação o projeto recebeu a unanimidade dos votos dos presentes em sua aprovação definitiva.
EXTRAORDINÁRIA – Como a sessão foi a última antes do recesso parlamentar do meio do ano, a mesa diretora resolveu zerar a pauta, em relação aos projetos em tramitação na casa, todos apresentados em 2014. “Convocamos uma sessão extraordinária e assim conseguimos, com apoio de todos vereadores, manter o trabalho legislativo em dia, não deixando nada pendente, em relação aqueles projetos que já poderiam ser levados a votação”, explicou o presidente da casa, Francisco Carlos.

Assessoria de Imprensa
Sérgio Oliveira – DRT: 00965

Câmara de Mossoró define Comissão Representativa

Vereadores irão fazer plantão durante recesso da Casa
  
A Câmara Municipal de Mossoró definiu, nesta quarta (25), sua Comissão Representativa, que irá ser composta por vereadores que irão permanecer de plantão durante o recesso da Casa, a ocorrer no mês de julho. A Comissão Permanente atuará a fim de manter no período o zelo pelas prerrogativas do Poder Legislativo, sendo formada pelo presidente da Câmara, Francisco Carlos (PV), e pelos vereadores Vingt-Un Neto (PSB) e Narcizio Silva (PTN). A Câmara retomará seus trabalhos no início de agosto.

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Mossoró
 Eugênio Paccelli Aguiar Freire
  DRT-RN 1740


Câmara de Mossoró divulga produtividade dos vereadores

Celso Lanches foi o mais produtivo no primeiro semestre

A Câmara Municipal de Mossoró divulgou, nesta quarta (25), o índice de produtividade dos vereadores da Casa durante o primeiro semestre deste ano. Os números divulgados apontam Celso Lanches (PV) como o vereador que mais apresentou proposições - 167 - neste ano. Vingt-Un Neto (PSB) ocupou a segunda colocação com 163 proposições, enquanto seus colegas Genivan Vale (Pros) e Narcizio Silva (PTN) vieram em seguida com, respectivamente, 161 e 160 proposições.

O vereador mais produtivo da Câmara no primeiro semestre foi parabenizado pelo colega Genilson Alves (PTN). Este vereador afirmou para Celso Lanches que a conquista deste “mostra sua determinação”, conforme afirmou Genilson Alves. Já o vereador Alex Frango (PV) desejou que Celso Lanches “continue com essa forma de trabalho pelo povo de Mossoró mais simples e mais humilde”, disse o vereador.
Celso Lanches atribui o alcance de sua produtividade ao apoio de profissionais competentes. “Gostaria de agradecer a toda minha equipe e dizer a toda Mossoró que isso é o inicio de nosso trabalho”, afirmou o edil. Para Celso Lanches, proposições representam apenas metade de sua atuação pública, pois uma parte importante de seu trabalho ocorre nas ruas da cidade.

O número de proposições de todos os vereadores da Câmara de Mossoró durante o primeiro semestre de 2014 foi o seguinte:

1 – Celso Lanches (PV) – 167

2 - Vingt-Un Rosado (PSB) - 163

3 – Genivan Vale (Pros) - 161

4 – Narcízio Silva (PTN) - 160

5 - Alex Moacir (PMDB) - 157

6 – Alex do Frango (PV) - 154

7 – Lahyre Rosado (PSB) – 146

8 – Genilson Alves (PTN) – 144

9 – Jório Nogueira (PSD) – 142

10 – Manoel Bezerra (DEM) – 142

11 – Soldado Jadson (Solidariedade) – 141

12 – Tassyo Mardonny (PSDB) – 137

13 – Izabel Montenegro (PMDB) – 133

14 – Flávio Tácito (DEM) – 132

14 – Heró Alves (PT do B) – 132

16 – Tomaz Neto (PDT) – 121

17 – Luiz Carlos (PT) – 120

18 – Claudionor Santos (PMDB) – 119

19 – Cícera Nogueira (PSB) – 81

20 – Ricardo de Dodoca (PTB) – 73

21 – Naelson Araújo (PV) – 69

22 – Professor Francisco Carlos (PV) – 67

22 – Lucélio Guilherme (PTB) - 41