Publicidade


Mais de 200 alunos de cursos técnicos do Sesi e do Senai colam grau em Mossoró


 



        A Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte(Fiern), através do Serviço Social da Indústria(Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial(Senai) promoveu sexta-feira, 6, no ginásio de esportes do Sesi, em Mossoró, a solenidade de colação de grau de turmas concluintes de habilitações técnicas. 
       A solenidade que teve início às 20 horas, contou com a presença do presidente da Fiern, Amaro Sales, do diretor regional do Sesi, Juliano Fernandes e da diretora regional do Senai, Roseanne Albuquerque, além de diretores de organismos vinculados e de outras autoridades. 
       Na oportunidade foi realizada a  certificação dos alunos concluintes do Ensino Médio do SESI e diplomação dos alunos concluintes dos cursos profissionalizantes do SENAI de Aprendizagem Industrial Básica, Aprendizagem Industrial Técnica e Habilitação Técnica.
       Foram 253 alunos formandos, sendo 69 concluintes do processo de educação continuada, através da  Educação Básica Articulada com Educação Profissional(Epeb), um trabalho sintonizado entre Sesi e o Senai. Foram concluintes dos cursos de Aprendizagem Industrial Básica: Assistente Administrativo, Mecânico de Manutenção Industrial e Soldador Multiprocessos; Aprendizagem Industrial Técnica: Técnico em Segurança do Trabalho e Técnico em Mecânica; Habilitação Técnica: Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Mecânica, Técnico em Automação Industrial e Técnico em Metalurgia. 
       O presidente do sistema Fiern, Amaro Sales destacou a importância desse serviço, que vai assegurar mais qualificação de mão-de-obra especializada em um mercado promissor. Ele aproveitou para acentuar o trabalho desenvolvido em Mossoró, bem como os avanços e conquistas de prêmios de âmbito nacional e internacional por parte dos alunos assistidos em Mossoró. 
       Para a aluna concluinte Teresinha Rayla Silva de França, 20 anos, concluir e ser certificada com o curso técnico de segurança no trabalho, além de ter sido a realização de um sonho, também se configurou numa oportunidade de qualificar-se se inserir no mercado de trabalho. “Se eu não tivesse essa oportunidade, não tinha como terminar um curso tão importante”, destacou. 
       Ela frisou estar bastante entusiasmada e pronta para colocar em prática tudo que aprendeu com seriedade e responsabilidade. Sócrates Guerra, 32 anos, afirmou que terminou o curso de mecânico e isso vai ajudá-lo bastante, uma vez que já trabalha no ramo. “ Tenho agora como aprimorar meu trabalho com mais qualificação, ressaltou, aproveitando para enaltecer o trabalho do Sistema Fiern.

Nenhum comentário