Publicidade


Jório afirma que prorrogação de mandato é apelo de vereadores do RN

O vereador Jório Nogueira, presidente da Câmara Municipal de Mossoró, ocupou o pequeno expediente nesta terça-feira (25) para explicar sua posição em defender a unificação das eleições e prorrogação dos mandatos já no próximo pleito. O vereador afirmou que sempre foi muito claro em suas posições, e que dizer que não quer a prorrogação dos mandatos é hipocrisia. “Como presidente da FECAM, fui eleito para representar os presidentes e vereadores de todo o Rio Grande do Norte, e esse é o sentimento dos vereadores. Dizer que não quer que prorrogue o mandato por mais dois anos é hipocrisia”.
Jório ainda afirmou que nunca se escondeu nem ficou em cima do muro, sendo muito claro em suas posições, e declarou que não se trata de picuinha política, como foi acusado. “Nunca legislei em causa própria. Esse é um apelo dos vereadores do Rio Grande do Norte”, afirmou.


Alex Moacir quer profissionais para auxiliar pessoas com deficiência nos supermercados.
 
O Vereador Alex Moacir apresentou nesta quarta-feira, 25, projeto que torna obrigatório aos supermercados e hipermercados do município de Mossoró, a disponibilidade de um funcionário capacitado a auxiliar clientes com deficiência visual ou física durante as compras.
De acordo com o edil, o projeto facilitará a mobilidade das pessoas com algum tipo de deficiência. “Esse projeto visa colaborar com as pessoas que tem sua mobilidade reduzida. Muitas vezes”, disse.
Alex Moacir aguarda que este projeto tramite com rapidez e seja aprovado. “A nossa expectativa é de que esse projeto seja rapidamente aprovado. Essas pessoas precisam deste benefício e não seria bom que tivessem de esperar por tanto tempo”, falou o vereador.

Izabel Montenegro informa que Mossoró deveria contar com serviço de Motolância

A vereadora Izabel Montenegro durante a Sessão Ordinária desta quarta-feira, 25, na Câmara Municipal de Mossoró, questionou o coordenador do Samu, Wellington Rocha, sobre o serviço de Motolâncias no Samu Mossoró.
Ao ser informada que este serviço não é o utilizado no município, Izabel Montenegro relatou que durante uma viagem a Brasília em 2010, o então Ministro da Saúde José Temporão, disse que havia disponível algumas motos para realizar este tipo de serviço.
“Lembro-me, perfeitamente, quando fui a Brasília. E, em uma visita ao Ministério da Saúde, o ministro da época Jósé Temporão, informou que existiam motos do Samu disponíveis para o município. Não entendi porque esse tipo de veículo não é utilizado aqui em Mossoró”, disse.
O vereador Tomaz Neto, também, fez pronunciamento quanto ao assunto. Segundo o edil, durante uma visita feita a Secretaria de Serviço Social, na época, foi visto sete Motolâncias abandonadas no local.
“Visitei a secretaria e vi sete Motolâncias abandonadas. Inclusive tinham amortecedores roubados. Na época encaminhei um requerimento solicitando informações sobre essa situação, mas foi derrubado por esta Casa”, denunciou.
Tomaz Neto, informou ainda que encaminhará na próxima semana, um novo requerimento solicitando informações do destino das Motolâncias que deveriam está sendo utilizadas pelo SAMU Mossoró.