Publicidade


Lucélio Guilherme deixa oposição e reforça bancada do governo

Vereador fez anúncio de sua decisão durante pronunciamento na Sessão Ordinária de hoje

O vereador Lucélio Guilherme foi à tribuna da sessão ordinária desta terça-feira na Câmara Municipal para anunciar seu rompimento com a bancada de oposição e, a partir de agora, passa a integrar a base de apoio do prefeito Francisco José Júnior no legislativo. “Antecipo que não tenho nenhum problema com vereadores de oposição, mas anúncio que a partir de agora estarei na banca de situação”, confirma.
Ele lembrou em sua fala que todos possuem, de forma igual, o direito de fazer suas escolhas, e nesse momento considera como sendo o melhor caminho a ser tomado pelo mandato, somar forças com a situação. Após sua fala o vereador recebeu cumprimentos por sua nova posição de alguns edis presentes a sessão.
APELO – O vereador Lucélio Guilherme fez ainda um apelo às autoridades municipais para que tenham uma atenção especial com a praça existente na Rua Mário Negócio. “No local existe uma parada de ônibus, próximo a Panificadora 2001, que vem sendo ocupada por moradores de rua. É preciso que se resolva logo o problema, devolvendo a praça à população e a parada aos usuários de transporte coletivo”, concluiu.

Câmara realiza nessa quinta-feira (14), audiência pública para debater papel da Guarda Municipal de Mossoró


Proposição de audiência pública é do vereador Genivan Vale

A Câmara Municipal de Mossoró realiza na próxima quinta-feira, 14, audiência pública para discutir o papel da Guarda Civil Municipal.
A proposição, que é do vereador Genivan Vale (PROS), atende pedido dos próprios guardas civis que atuam em Mossoró.
“Muitas vezes, há uma distorção sobre a área de atuação dos Guardas Civis Municipais. Eles, por exemplo, não podem fazer o papel de polícia. Por isso, a importância de se discutir o temo com autoridades competentes para que haja um esclarecimento do papel dos guardas, a fim de buscar maior rendimento dos profissionais”, justifica o vereador.
Para esta audiência, foram convidados especialistas na área de segurança pública, secretário municipal de segurança pública, representantes da Guarda Civil Municipal, bem como a comunidade em geral. 


Câmara aprova criação da Frente Parlamentar de Estudo e Combate ao Câncer


Proposição é da vereadora Izabel Montenegro

Em Sessão Ordinária realizada nesta terça-feira, 12, na Câmara Municipal de Mossoró, foi aprovado o requerimento de autoria da vereadora Izabel Montenegro (PMDB), que cria Frente Parlamentar de Estudo e Combate ao Câncer na cidade de Mossoró.
De acordo com Izabel Montenegro, o objetivo é angariar recursos para o Hospital da Solidariedade.
“Mesmo com dificuldades, o Hospital do Câncer em Mossoró atende não só a população do município, mas toda essa região Oeste. É preciso buscar recursos para que a população não fique carente deste serviço”, disse a vereadora.
Depois de aprovado o requerimento da vereadora, o próximo passo é formar a comissão.
"Tivemos o apoio total dos colegas vereadores. E, tenho certeza que este é um projeto que continuará recebendo o apoio de todos. Agora passaremos à fase de formação, propriamente dita, da Frente Parlamentar. E, faremos isso o quanto antes. Nosso desejo é trabalhar em sintonia, para juntos trazer recursos para esse Hospital que é tão importante para a população", concluiu. 
Publicidade

Vereadores se reúnem com taxistas de lotação


Categoria reivindica aperfeiçoamento da Lei Municipal 715/92

Nesta terça-feira, 12, os vereadores receberam na Câmara Municipal de Mossoró, uma comissão de taxistas da cidade.
Temendo a extinção do serviço, a categoria procurou os vereadores para tratar do assunto e pedir apoio.
“Viemos em busca de uma garantia de que o serviço prestado pelos taxistas de lotação não será extinto”, disse Lyndon Johnson, Presidente da Comissão.
Ainda, de acordo Lyndon Johnson, Presidente da Comissão, os taxistas reivindicam o cumprimento e o aperfeiçoamento da Lei 715/92 (Lei Municipal criada para o sistema de táxi de lotação).
“É preciso aperfeiçoar a Lei. Estabelecer regras como fixar o valor da passagem, definir o trajeto, cadastrar os taxistas que querem permanecer atuando. Enfim, reorganizar o sistema para que o serviço flua de forma correta e que, de fato, beneficie não só a categoria como também a população”, falou.
Após ouvir as reivindicações dos taxistas, o Presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereador Jório Nogueira, na presença dos demais vereadores, garantiu que não será votado nenhum projeto em caráter de urgência referente à Lei 715/92 sem antes que haja uma comunicação e seja aberto dialogo.
“Não iremos votar nenhum projeto em caráter emergencial nesta Casa referente a Lei Municipal criada para o sistema de táxi de lotação, antes de conversar com a categoria”, garantiu Jório Nogueira.

Também foi definido que será agendada uma reunião com o Prefeito Francisco José Júnior e com o Secretário de Mobilidade Urbana, Charlejandro Rustayne, que terá a participação dos vereadores e dos representantes dos taxistas.
Publicidade

Vereador Alex Moacir defende manutenção do taxi lotação


Edil afirma que profissionais temem pelo fim do serviço na cidade

A luta dos taxistas de Mossoró para manter o serviço denominado de taxi lotação, ganhou um apoio significativo com a declaração do vereador Alex Moacir, durante pronunciamento em sessão na Câmara Municipal. Nesta terça-feira uma representação dos taxistas esteve na Câmara Municipal quando recebeu a solidariedade do vereador durante uma reunião e em seguida, publicamente, em plenário.
O temor dos profissionais é com as informações de que o serviço pode acabar em Mossoró. “Esse serviço não deixará de existir, pois tem o amparo da Lei 7.015/1992 e, se o serviço de taxi cresceu, é porque o transporte de massa recuou”, argumenta Alex Moacir. Ele reforça que o taxi não pode acabar, pelo contrário, o serviço tem que se somar aos 30 ônibus que estão sendo anunciados pelo prefeito Francisco José Júnior.
Entende o vereador que a questão da opção, quem vai regular o mercado é o usuário. “Dito isso, reforço que o prefeito precisa enfrentar o problema mantendo as diferentes opções”, diz Alex. Finalizando, o vereador reforçou sua posição de apoio aos taxistas, lembrando inclusive que hoje em Mossoró existem bairros nos quais só chegam os serviços de táxi lotação e, mototaxi.
 Publicidade

Nacízio Silva apoia iniciativa de frente parlamentar e elogia secretária


Edil citou importância do serviço prestado pelo Hospital da Solidariedade

A proposta para que seja criada em Mossoró uma Frente Parlamentar de Combate e Tratamento do Câncer, recebeu incondicional apoio do vereador Nacízio Silva. Usando o grande expediente na sessão desta terça-feira, 12, ele expôs suas razões, citando inclusive que deseja participar da sua composição, pela importância do serviço que é prestado pelo Hospital da Solidariedade em Mossoró e, preciso de todo apoio possível.
A proposta, de iniciativa da vereadora Izabel Montenegro pretende reunir não só os vereadores, mas também buscar em Brasília a solidariedade dos parlamentares do Rio Grande do Norte, como também de autoridades de municípios próximos a Mossoró que se utilizaram do Hospital da Solidariedade. “É preciso que deixem de tratar Mossoró como se fosse um País independente, pois a cidade precisa de apoio”, reforça Nacízio.
O vereador inclusive destacou como sendo acertada a posição da secretária de saúde de Mossoró, Leodise Cruz que ameaça ir até a justiça, para forçar o governo do Estado a fazer os repasses, em atraso, na sua área com esse município. “Acertou a secretária em tomar essa atitude, pois Mossoró precisa receber esse repasse”, disse o vereador.
“Esse é o nosso papel como vereador fazer cobranças e apoiar aquelas iniciativas positivas, como por exemplo, a palestra que proferimos no final de semana em um evento religioso, usando nosso mandato para conscientizar o povo, também como cristão”, comentou. Ao participar desse tipo de evento, lembra Nacízio, não existe nenhum viés político em termos de voto de sua parte, afinal, ser político, entende ele, não é profissão. “Nós desenvolvemos nosso mandato com ações, como por exemplo, a Câmara Mirim, levando o legislativo às escolas”, concluiu.

Vereador Ricardo de Dodoca destaca ações da prefeitura na zona rural


Edil cita ações da Prefeitura de Mossoró também na zona urbana

Presente nas ações governamentais com o seu mandato além dos limites da Câmara Municipal, o vereador Ricardo de Dodoca destacou esta semana em sessão do legislativo, as ações da Prefeitura de Mossoró na zona rural. De acordo com o vereador, o que ele viu no final de semana foi a população feliz com estas ações, por isso merecia o destaque.
“Fomos às comunidades do Cordão de Sombra I e II e lá observamos o serviço do ambulatório móvel com serviço de odontologia e a pessoas felizes, inclusive com a presença do prefeito Francisco José Júnior”, disse Ricardo. Acredita o vereador que o serviço será ampliado para outras comunidades da zona rural, inclusive atendido um pedido feito por ele durante a visita do final de semana.
Na mesma comunidade visitada, foi assegurada a reativação de um poço que não estava em funcionamento por falta de uma bomba. Ricardo de Dodoca disse que o prefeito autorizou a compra imediata e a água será utilizada para saciar a cede dos animais da região. “Esse tipo de ação também vem sendo realizada na zona urbana, com o prefeito visitando bairros, ouvindo a população e, quando possível, encaminhando soluções para os problemas apresentados, pois não se pode, infelizmente, resolver", diz Ricardo.
Acredita o vereador que o serviço será ampliado para outras comunidades da zona rural, inclusive atendido um pedido feito por ele durante a visita do final de semana.
Na mesma comunidade visitada, foi assegurada a reativação de um poço que não estava em funcionamento por falta de uma bomba.
Ricardo de Dodoca disse que o prefeito autorizou a compra imediata e a água será utilizada para saciar a cede dos animais da região. “Esse tipo de ação também vem sendo realizada na zona urbana, com o prefeito visitando bairros, ouvindo a população e, quando possível, encaminhando soluções para os problemas apresentados, pois não se pode, infelizmente, resolver tudo da forma imediata como merece a população”, concluiu.