Publicidade


FIERN e SEDEC discutem possíveis projetos a serem inseridos no Plano de Concessões


Os assessores da presidência da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN) Mário Sérgio Viveiros e o Assessor Técnico Corporativo, Rodrigo Suprani, mais o consultor da Macroplan, empresa responsável pela elaboração do projeto Mais RN,Gilberto Figueira, foram recebidos na manhã desta quarta-feira (17), pelo Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico do RN, Paulo Roberto Cordeiro.
O encontro de hoje (17) pela manhã foi um desdobramento de uma reunião realizada no dia anterior, entre o Subsecretário da SEDEC, Orlando Gadelha Neto e o Presidente da FIERN, Amaro Sales, para apresentar as propostas da FIERN sobre os projetos que podem ser inseridos no Plano de Concessões do Governo Federal.
Fazem parte das propostas da FIERN, construir o acesso Sul do Aeroporto Internacional Aluízio Alves (São Gonçalo do Amarante) através de concessão, e implantar uma via expressa BRT (Bus Rapid Transit - Transporte Rápido por Ônibus) para o aeroporto; ampliação do Porto de Areia Branca; o acesso ferroviário do Oeste do Estado ao Porto de Areia Branca (ligando os setores de cimento, calcário, cal e fruticultura); a duplicação da BR 304 com foco na Reta Tabajara e outros trechos viáveis.
Paulo Roberto disse que a SEDEC e o Governo do Estado desejam que nos projetos seja incluído o que é melhor para o Estado como um todo. “Um plano como este é um estoque de projetos. Esperamos que a solução para o RN seja integrada, que os projetos incluam portos, rodovias e ferrovias, de forma que as regiões produtoras fiquem interligadas. Devemos focar no que é viável”, afirmou.
O Secretário lembrou que todo projeto tem que passar por análise técnica, econômica e ambiental, e que para que tudo isso seja feito muitas vezes é necessário que sejam construídos com a ajuda do investidor. “Devemos aproveitar a oportunidade que o Governo Federal está apresentando para tentar inserir projetos para o Rio Grande do Norte nas áreas de portos, rodovias e ferrovias. Nessas áreas é melhor que pequemos por excesso e não por falta”, disse.
O Assessor da FIERN, Rodrigo Suprani, fez uma breve exposição para o Secretário sobre o Mais RN. “O projeto não é apenas um diagnóstico, é uma estratégia para os próximos 20 anos, que tem propostas e traça caminhos. Até outubro a Federação irá construir cinco planos de negócios para as principais propostas de projeto do Mais RN com viabilidade técnica, econômica e financeira”, informou. Ele disse ainda que a FIERN poderá fazer dentro desses Planos de Negócios algum direcionamento, de acordo com o interesse formal do Governo.
PRESENÇAS
Na reunião do dia 16 o Presidente Amaro Sales esteve acompanhado do Assessor da Presidência da FIERN, Marcos César Formiga; do Assessor Técnico Corporativo, Rodrigo Suprani; do Gerente de Comunicação Corporativa do Sistema FIERN, Albimar Furtado; e do Consultor de Marketing do Sistema FIERN, Ricardo Rosado.
Também participaram das reuniões o Diretor-presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Emerson Fernandes; o Diretor Técnico-comercial da CODERN, Hanna Safieh; o Advogado Ciro Baroni Tattacini, da MCC BRAS e Studio Catucci; o Diretor-presidente do Centro de Estratégias em Recursos Naturais (CERNE) e Presidente do Sindicato das Empresas do Setor Energético do RN (SEERN), Jean Paul Prates, e o Coordenador de Gestão e Expedientes Internos do SEERN, Wagner Porpino.