Publicidade


Ministro detalha transposição do Rio São Francisco para o RN


O projeto de transposição das águas do Rio São Francisco para o Rio Grande do Norte, foi o tema central de um  seminário realizado neste dia 29, no auditório do Hotel VilaOeste, em Mossoró,  durante toda tarde, com a presença do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, além de políticos e de outras autoridades.
O evento foi prestigiado pelo vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Pedro Terceiro de Melo, que representou a instituição. No contato com a imprensa, Terceiro destacou a importância da obra, ressaltando que a água, entre outros benefícios, é essencial para o desenvolvimento da indústria.
“A gente sabe que a indústria usa a água, que é a nossa maior dificuldade. Logicamente a água do Rio São Francisco é melhor direta e indiretamente para a indústria porque vai gerar mais emprego e renda, além dei gerar vida”. Ele lamentou que devido a escassez de água com os sucessivos anos de estiagem, o rebanho bovino está diminuindo, entre outras dificuldades que afeta a população como um  todo.
Durante o seminário, o ministro Gilberto Occhi, detalhou o projeto de transposição, que acontecerá por  meio da integração de bacias hidrográficas, principalmente nos  municípios que sofrem com a escassez de água no Nordeste. Esses municípios vão ganhar mais segurança hídrica para enfrentar os anos de seca, conforme assegurou o ministro.
Ele garantiu que as obras devem se tornar realidade no Rio Grande do Norte já no próximo ano, sem o risco de sofrer falta de verba federal em função do ajuste financeiro e fiscal que o governo está adotando.
A regulamentação fundiária que possibilita as desapropriações, é uma etapa já vencida. No estado, a água chegará  pelo Eixo Norte,  Canal do Apodi com 115 quilômetros de extensão total e deve beneficiar diretamente cerca de 500 famílias. O projeto executivo do Canal do Apodi está 90% concluído e deve ficar pronto no segundo semestre deste ano.
O seminário em Mossoró e a presença do ministro Gilberto Occhi, atendeu uma proposta do deputado federal Beto Rosado(PP).

Nenhum comentário