Publicidade


Direção da FIERN acompanha lançamento do Plano de Modernização da Gestão Pública

O diretor primeiro secretário do Sistema FIERN, Heyder de Almeida Dantas, participou na manhã desta quarta-feira, 26, do lançamento do Projeto de Modernização da Gestão Pública do Governo do RN. O governador Robinson Faria destacou, na ocasião, que o projeto de reestruturação terá suporte de profissionais que atuaram em gestões com êxito em outros estados. A intenção é definir uma visão de longo prazo que oriente mudanças na administração das contas públicas.
O Projeto de Modernização da Gestão Pública do Governo do RN — informou o secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira — terá o suporte da consultoria Instituto Publix, especializada em governança para resultados no âmbito do setor público. A ideia é implantar estruturas administrativas para alcançar e manter um equilíbrio fiscal sustentável, além de ampliar a capacidade de entregar mais e melhores obras e serviços à população do Estado.
“O Governo inicia um programa inovador, com especialistas que apresentaram resultados significativos em outros estados e podem trazer benefícios à administração pública no Rio Grande do Norte”, afirmou Heyder Dantas, logo depois da apresentação do projeto, na Escola de Governo, no Centro Administrativo. Ele disse também que essa modernização é importante, porque, em paralelo, serão desenvolvidas ações de incentivos ao desenvolvimento econômico, norteadas pelo Mais RN.
A Secretaria de Planejamento (SEPLAN) definiu os três eixos do plano de trabalho que acontecerão de forma simultânea: Elaboração do Plano Estratégico de Desenvolvimento; Modelagem de Processos para Resultados; e Diagnóstico e Realinhamento da Estrutura Organizacional do Governo.
No eixo 1 estarão o planejamento das atividades e avaliação situacional do Estado; o mapeamento de tendências, construção de cenários e consulta à sociedade; a construção do Planejamento Estratégico do Estado; a validação do Planejamento Estratégico com a Sociedade, bem como a análise de viabilidade financeira (Estado e projetos) e elaboração da versão final do Mapa Estratégico do Estado.
Já a etapa da Modelagem de Processos para Resultados prevê planejamento das atividades e capacitação em gestão por processos para resultados; mapeamento, priorização e modelagem dos macroprocessos estratégicos; detalhamento de processos; Identificação e priorização de problemas, elaboração de plano de melhoria e ajustes dos macroprocessos; Capacitação de atores nos novos macroprocessos e operação assistida.
A fase da Estrutura Organizacional ficará focada no Planejamento das atividades e mapeamento das funções e competências; avaliação e alinhamento da estrutura organizacional, análise de impacto e benchmarking; diretrizes para alinhamento da estrutura e alternativas de desenho; além de elaboração dos instrumentos legais.