Publicidade


SENAI promove a capacitação de seus consultores para atender a indústria de energia solar

O SENAI, em parceria com a GIZ - Agência de Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, realizou Curso de Capacitação na área de Energia Solar Fotovoltaica, com foco na Viabilidade de Sistemas de Mini e Micro Geração Solar. Encerrada sexta-feira, 09, a atividade foi destinada aos colaboradores do SENAI de vários Estados e teve como objetivo desenvolver as competências internas, no sentido de preparar as Unidades do SENAI para oferecer serviços de consultoria na área de energia solar fotovoltaica, em todo o País.
O curso, com duração de 40 horas, foi realizado no Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis – CTGAS-ER, em Natal – RN, no período de 05 a 09 de outubro e contou com a participação de 21 profissionais do SENAI, dos Estados de Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Essa é mais uma atividade, dentre as diversas já realizadas, no âmbito da Cooperação Técnica firmada entre o SENAI e a GIZ, com o apoio do Consultor da GIZ, Klaus Albrechtsen, visando o desenvolvimento de competências do SENAI para contribuir na oferta de mão de obra qualificada e de solução tecnológicas para o setor de energias renováveis.
Foi ministrado pelos consultores alemães Georg Hille e Jörgdieter Anhalt, de competências reconhecidas na área de energia solar. Hille é um expert de reconhecimento internacional, na implementação de projetos na área de energia Solar Fotovoltaica (FV) e energia eólica, com 27 anos da experiência no setor elétrico, o qual tem desenvolvido, financiado, construído e operado mais de 20 usinas FV e eólica com Sociedade Proposita Especifico (SPE) e é o CEO destas sociedades limitadas com participação comum na Alemanha.

Jörgdieter Anhalt é engenheiro mecânico, atuou no Centro de Pesquisa Nuclear Jülich /Alemanha, no desenvolvimento de elementos de combustível nuclear, passando, posteriormente, a atuar na área de energias renováveis, tendo sido responsável pelo desenvolvimento de instalações de ensaio para bancadas de teste de coletores térmicas solares, que foram construídos nos anos 1980 na Universidade de São Paulo. NO Brasil, trabalhou, também, na Agência Espacial Brasileira - INPE e desenvolveu o sistema de abastecimento de combustível do primeiro satélite brasileiro. Depois de uma curta passagem como consultor no Ministério Federal da Pesquisa e Tecnologia - BMFT na Alemanha, ele voltou ao Brasil e administrou durante 5 anos até 1995, o programa de bombeamento de água fotovoltaico para um projeto da GTZ junto com a COELCE em Fortaleza. Após deste período, ele fundou a ONG IDER (Instituto para o desenvolvimento sustentável e energias renováveis) e a empresa de consultoria BRASELCO.

Entre outras coisas, ele gerenciou o programa de energia renovável da Instituição USAID americana no Brasil até 2013, e foi responsável para o planejamento de muitos parques eólicos e também de usinas fotovoltaicas no Brasil. Atualmente ele e gestor do projeto de aplicações heliotérmicas não eléctricas do programa DKTI-CSP da GIZ no Brasil.