Publicidade


FIERN se reúne com CAERN e Sinduscon para tratar de empreendimentos em Mossoró

O Presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, se reuniu na tarde desta segunda-feira (6), com o Presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), Marcelo Toscano, e o Presidente do Sindicato da Construção Civil de Mossoró (Sinduscon), Sérgio Freire, para tratar da liberação da Declaração de Viabilidade Técnica de empreendimentos no município, além de outras demandas do setor.

Os empresários pediram apoio à Federação para intermediar a liberação da Declaração de Viabilidade Técnica da CAERN. De acordo com Sérgio Freire, sem este documento, os empreendimentos podem parar, gerando atrasos e demissões no setor.
Segundo o industrial Jorge do Rosário, a Caixa Econômica Federal só aprova o financiamento para novos empreendimentos com as liberações de viabilidade técnica da CAERN.  “Estamos com dificuldade em conseguir a liberação de água para as construções. Por isso, o apoio da Federação facilita a agilidade na resolução deste problema”, disse.

Segundo Freire os termos a cada ano vem acrescentando condicionantes que inviabilizam os empreendimentos. “Queremos acelerar, dar celeridades a essa parte burocrática e trabalhar pelo desenvolvimento econômico da região”, afirmou.

Outro ponto discutido na reunião foi a demora na Certificação das obras prontas do “Minha Casa, Minha Vida”, que tem que vir para Natal para certificar. Freire solicita que esse processo possa ser feito em Mossoró.
O Presidente da CAERN explicou que a Companhia vem trabalhando para sanar esses problemas, mas que também depende das exigências da Caixa Econômica. “Estamos buscando soluções para a liberação dos empreendimentos em Mossoró, mas grande parte dessas soluções depende da construção da Adutora que não ficará pronta antes de 2018. Também trabalhamos com perfuração de poços, mas lembramos de que estamos enfrentando a crise financeira e a crise hídrica”, explicou.
Ao final da reunião o Presidente da FIERN solicitou ao Sinduscon de Mossoró que consolidasse um documento com a demanda e as pendências de cada empresa para ser entregue à CAERN até o dia 15 de março. E a CAERN por sua parte se comprometeu a se reunir novamente com a FIERN e o Sinduscon de Mossoró no dia 30 de março, quando apresentará um retorno sobre os pleitos apresentados no documento.