Publicidade


Vereadora Izabel Montenegro é reeleita presidente da Câmara


A Câmara Municipal de Mossoró realizou, nesta terça, a eleição da Mesa Diretora para o biênio de 2019-2020, durante Sessão Extraordinária. Em uma votação com chapa única, a vereadora Izabel Montenegro (PMDB), atual presidente da Casa Legislativa, foi reeleita pela maioria dos vereadores, com 20 votos. 

Além de Izabel, a Mesa Diretora para 2019-2020 será composta por Flávio Tácito (PPL), 1º vice-presidente; Alex do Frango (PMB), 2º vice-presidente; Aline Couto (PHS), 1ª secretária; Ozaniel Mesquita (PR), 2º secretário; Genilson Alves (PMN), 3º secretário, e Manoel Bezerra (PRTB), 4º secretário. 

“Essa foi uma decisão da maioria dos vereadores e todo o processo foi feito com transparência, seguindo os trâmites do regimento da Câmara Municipal. Essa reeleição nos mostra que estamos no caminho certo na administração desta Casa, tratando os recursos públicos com responsabilidade e buscando o bom relacionamento entre as bancadas de situação e oposição”, destacou a presidente Izabel Montenegro. 

Vereador comemora entrega de casas populares 

O vereador Manoel Bezerra (PRTB) comemorou, na sessão dessa terça-feira (24), a entrega das casas populares do residencial Odete Rosado, que está marcada para o dia 28 de outubro. As residências fazem parte do programa habitacional Minha Casa Minha Vida. 


“Fico muito feliz quando acontecem coisas em prol dos mais necessitados. Há aproximadamente 20 dias eu cobrei a entrega dessas casas que já estavam prontas, mas não podiam ser entregues, porque o acesso ao bairro não estava finalizado. Mas, ontem mesmo eu observei que a terraplanagem e o calçamento estão sendo feitos de forma rápida. ”, explicou Manoel Bezerra.

Maria das Malhas pede reformas para o Alto de São Manoel 

A vereadora Maria das Malhas (PSD) solicitou serviços como reformas de praças e iluminação pública para os bairros localizados na região do Alto de São Manoel, durante a sessão dessa terça-feira (24).


“Fiz uma visita à praça Chiquinho Duarte, na Ilha de Santa Luzia, e vi que precisa de reforma urgente. Idosos e crianças utilizam aquela praça. Peço para que a prefeita faça uma visita naquela área e faça a reforma.”, declarou Maria das Malhas. A vereadora pediu, ainda, a reposição de lâmpadas nas ruas do Planalto 13 de Maio e Cordão de Sombra I e II, aumento da segurança nos bairros do Alto de São Manoel e calçamento na rua Dona Doca Duarte. “Na prefeitura a rua Dona Doca Duarte consta como se estivesse calçada, mas não está.”, reforçou.

Vereador reivindica pagamento dos terceirizados 

Durante a sessão desta terça-feira (24) o vereador Raério Araújo (PRB) cobrou o pagamento do salário em atraso dos funcionários terceirizados que trabalham para o município de Mossoró. Para o vereador, o atraso nos salários é comparável ao trabalho escravo, pois os trabalhadores estão há meses realizando suas funções sem receber.


“Muito tem se falado em trabalho escravo. Estamos vendo os terceirizados trabalhando sem receber e passando necessidade. Para mim isso é também trabalho escravo. Peço para que a Prefeitura de Mossoró providencie o pagamento desses trabalhadores o mais rápido possível.”, disse Raério. 

Iluminação 

Raério cobrou ainda a intensificação nos serviços de reposição de lâmpadas em Mossoró. “Soube que apenas 6 equipes trabalham repondo as lâmpadas. Vai terminar o mandato da prefeita e eles não conseguirão repor todas as lâmpadas. Nós pagamos uma taxa de iluminação pública e Mossoró está as escuras”.

Ozaniel Mesquita destaca sanção de lei 

O vereador Ozaniel Mesquita (PR) comentou a aprovação de lei de sua autoria que assegura a prioridade no atendimento de idosos nos serviços públicos e privados de Mossoró, durante a sessão dessa terça-feira (24).


Na lei também consta a prioridade no atendimento de pessoas com deficiências físicas e mentais. “Agradeço aos vereadores que votaram a favor da lei de minha autoria. Será uma lei importante para priorizar o atendimento de idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiências.”, explicou Ozaniel.

Lixo hospitalar 

O vereador Ozaniel Mesquita cobrou, mais uma vez, o recolhimento adequado do lixo hospitalar de Mossoró. O pedido foi feito durante a sessão dessa terça-feira (24). “Fiz essa mesma cobrança há mais ou menos 15 dias e nada foi feito.”, disse o vereador.

Ozaniel pediu ainda que a Secretaria Municipal de Saúde acompanhe de perto essa situação. “É uma questão de saúde pública. Ontem constatei que o lixo ainda não está sendo recolhido de forma correta e isso é um perigo para a população. O lixo hospitalar descartado incorretamente pode acarretar uma série de doenças para a população.”.

Sandra Rosado pede apoio na luta contra a violência 

A vereadora Sandra Rosado (PSB) falou sobre casos de violência que estão ocorrendo em Mossoró e no Brasil nos últimos dias, durante a sessão dessa terça-feira (24).


Em Mossoró, a vereadora lembrou do assassinato de uma mãe e filha, ocorrido na semana passada. “Uma mulher e uma criança foram mortas pelo companheiro dela e pai da criança. Mossoró ficou em choque com tamanha violência. A violência contra a mulher é um fato que vem chamando a atenção. Um grande número de homicídios diz respeito a assassinatos de mulheres por seus companheiros. Devemos nos unir como políticos e combater isso.”.

A vereadora citou ainda o tiroteio ocorrido em uma escola, em Goiânia, e pediu união da classe política para pensar políticas públicas que impeçam estes casos de violência. “Um adolescente praticou aquela barbárie. Ele tinha uma arma ao alcance e tirou a vida de dois jovens e feriu outros. Não podemos permitir tais atos.”. 

Francisco Carlos fala sobre Lei de Responsabilidade Educacional 

O vereador professor Francisco Carlos (PP) falou sobre o pioneirismo de uma lei de sua autoria, criada em 2010, durante a sessão dessa terça-feira (24). A lei, chamada de Lei de Responsabilidade Educacional, tem como objetivo criar metas e envolver pais, alunos, gestores, professores e comunidade no processo educacional dos estudantes.


“Hoje, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESC) lançou um relatório mundial que trata dos avanços e dificuldades na inclusão de crianças e jovens no processo educacional. O que achei interessante é que nesse relatório a UNESCO cita uma palavra chave chamada responsabilidade educacional. A intenção da UNESCO é envolver todos no processo educacional. A lei de minha autoria, de 2010, já tinha esse direcionamento. Muito me orgulha ver que há muito tempo já tínhamos essa mentalidade que a UNESCO entende como chave para o processo educacional.”, explicou o vereador.

Assessoria de Imprensa-CMM
Fotos: Edilberto Barros