Publicidade


Governo estuda sacar dinheiro do Funfirn para pagar salários de servidores inativos


Um possível saque do Fundo Financeiro do Rio Grande do Norte (Funfirn) para contribuir para o pagamento dos servidores inativos do estado é uma medida que está sendo estudada pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Estado (Ipern). Na manhã desta quinta-feira 16, representantes de ambos os órgãos – o procurador-adjunto do RN, João Carlos Gomes, e o procurador do Ipern, Geraldo Laurentino, se reuniram para discutir a possibilidade.

A viabilidade e as consequências do acordo serão analisadas entre ambas as partes. Como os valores estão aplicados no mercado financeiro, há o risco de multas. A decisão entre os órgãos deverá ser finalizada na sexta-feira 17. O Estado, por sua vez, está preparado para buscar outras alternativas caso o Ipern não aceitar a proposta.

O Funfirn é um fundo criado para garantir os pagamentos de aposentadorias futuras. Todavia, quase 67% da renda do fundo – que atualmente soma R$ 321 milhões – já foi retirada pelo Estado para o pagamento de aposentados. No momento, o Estado possui um déficit de R$ 100 milhões em suas contas por ter que cumprir seus compromissos com os inativos. A quantia que o Estado deseja retirar do Funfirn, contudo, ainda não foi revelada.

Agora RN
Foto: Reprodução