Publicidade


Vereador Raério fala sobre problemas enfrentados por Mossoró


O vereador Raério Araújo (PRB) solicitou, durante a sessão dessa terça-feira (7), mais segurança para Mossoró. “Precisamos dos guardas municipais nos equipamentos públicos. A violência está demais. A responsabilidade sobre a insegurança é de todos. Não vemos os guardas nas praças.”.

O vereador também questionou para onde é destinado o dinheiro das multas. “Para onde está indo o dinheiro? Falta manutenção nas faixas de pedestre, alguns sinais estão quebrados. O dinheiro das multas de trânsito precisa ser destinado para estes locais.”.

Terceirizados

Raério questionou, ainda, o atraso no pagamento dos terceirizados. “Muitos estão sem receber. Estão passando dificuldades. Isso não pode acontecer. Esses profissionais precisam receber. Tem terceirizado do SAMU sem receber a sete meses. ”, protestou.

Maria das Malhas pede reforma em ponto de táxi

A vereadora Maria das Malhas (PSD) pediu, durante a sessão dessa terça-feira (07), que a Prefeitura de Mossoró faça a manutenção do ponte de táxi no bairro Alto de São Manoel. De acordo com Maria das Malhas, os taxistas daquela região estão sofrendo com a falta de estrutura.


“A árvore que fica no local precisa de poda e ameaça cair. Os bancos estão desgastados e os taxistas não têm onde ficar. Peço urgentemente que a prefeitura tome as providências.”, solicitou Maria das Malhas.

Izabel Montenegro protesta contra demolição do Hospital Duarte Filho

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Vereadora Izabel Montenegro (PMDB), protestou, durante a sessão desta terça-feira (07), contra a demolição do prédio do antigo Hospital Duarte Filho.


“Peço ao Ministério Público para verificar a situação desse prédio e de outros prédios em Mossoró que deveriam ser destinados a instituições filantrópicas e estão sendo explorados por particulares. Não podemos deixar que o patrimônio que foi construído pela benevolência do povo de Mossoró seja utilizado de forma errada.”, disse Izabel.

A vereadora sugeriu audiência pública para discutir a questão. “Infelizmente Mossoró é uma cidade que vê fechar todo dia um equipamento de saúde. Precisamos por um ponto final nisso. Precisamos convocar audiência pública de urgência para discutir essa situação, com o apoio da OAB, Ministério Público, Poder Judiciário e classe empresarial.”.

Assessoria de Imprensa - CMM
Fotos: Edilberto Barros